fbpx

Nessa Eurotrip a segunda cidade escolhida foi Amsterdam. Estava nublado e bem chuvoso quando nosso voo aterrissou em Schiphol. Escolhemos fazer nossa primeira Eurotrip na primavera, as chances de um clima agradável eram enormes. Mas o que dizer dessa recepção?!?!?! O que o clima dessa cidade havia nos reservado. Ah! Que nada foi só um susto para principiantes, na manhã do dia seguinte lá estava ele o sol acompanhado de muito calor, isso calor.

O transporte público é um capítulo à parte. Ônibus, tram, metrô, barcos e elas: as bicicletas. Tudo muito bem organizado. Essa foi nossa primeira aquisição, ainda na Centraal Station num guichê de informação turística. Escolhemos Amsterdam Travel Ticket  com ilimitado de tram, ônibus e metrô dentro de Amsterdam e ainda com o aeroporto de Schiphol incluído. Para economizar você pode comprar um cartão que, a depender do tempo que você pretende ficar na cidade, tem um custo, o nosso foi para os três dias que ficamos por lá.

VAI DE QUÊ??? BICICLETA, BARCO, ÔNIBUS, TRAM????

Você deve estar se perguntando como podemos errar tantas vezes a palavra tram. Mas não está errado é assim mesmo que o bonde ou elétrico é chamado em Amsterdam. Nos pontos tem um painel luminoso com as linhas e horários que são rigorosamente cumpridos. Não há necessidade de fazer sinal para parar, só de você estar esperando no ponto já é o suficiente para o condutor parar. Veja a porta que está sinalizada para entrada, não entre pela saída, e valide sua passagem fazendo o check in, encostando seu passe nos totens que ficam próximos as portas. Lembre-se de fazer o check out quando sair. Esse procedimento vai ser comum em todos os transportes que você usar. Nunca esqueça o check in e o check out. Não há catracas e vários desses totens estão disponíveis na Central Station próximos à entrada.

VAI DE QUÊ??? BICICLETA, BARCO, ÔNIBUS, TRAM????

Nossa primeira visita começou com um típico passeio de barco pelos canais, compramos AQUI, com hora marcada. Existem várias empresas que oferecem diferentes tipos de passeio. Na frente da Centraal Station saem diversos tours, e foi de lá que saímos.

O passeio conta com um guia que vai apontando e falando sobre a história da cidade e seus pontos turísticos mais interessantes. É uma ótima atração afinal Amsterdam é completamente recortada por canais e uma maneira de conhecer a cidade é navegar por eles.

O passeio termina onde começou, Centraal Station. Dali para a Praça Dam foi um pulo. Essa praça fica bem no centro, no coração da cidade. Dan quer dizer represa, e foi assim que a cidade começou com uma represa do rio Amstel, Amstelredam. O imponente Palácio Real, que não é bem um palácio nem real, afinal não é a residência oficial do Rei, é a atração principal, mas a praça é cercada de prédios históricos e cheia de turistas, de artistas, pombas e alguns pick pockets, estes estão por toda a Europa, mas basta tomar um pouco de cuidado que nada acontece.

VAI DE QUÊ??? BICICLETA, BARCO, ÔNIBUS, TRAM????

Uma paradinha para o almoço

Seguimos para o Flower Market que é uma feirinha de flores, tulipas e lembrancinhas holandesas. Encontramos no caminho lojas que vendem queijos de todos os tipos e sabores para todo tipo de gosto.

E como fazer turismo para nós é sinônimo de caminhar sem medo de chegar a lugar algum, afinal sempre se conhece algo de novo, em nosso caminho uma vitrine recheada de Stroopwafel que é um biscoito de origem holandesa, que significa waffle com calda de caramelo ou melado, um doce maravilhoso para os formigas de plantão. Não resistimos, aí compramos nosso primeiro saquinho para dar energia durante o dia.

VAI DE QUÊ??? BICICLETA, BARCO, ÔNIBUS, TRAM????

Caminhamos por entre as pequenas ruas e seus canais até o Brouwerij´t IJ  um moinho de vento para beber cerveja, mas a degustação fica para outro dia é tarde e hora de voltarmos para a Centraal Station.


0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Gostou do blog? Tem mais por aí :)