fbpx

E quanto ao preço da hospedagem? É um gasto muito representativo para ser negligenciado. Por isso, é muito importante ter uma boa ideia dos preços de hotéis em diferentes cidades, em épocas diferentes do ano. Há sites que divulgam mensalmente a variação dos preços de hotéis no Brasil e no mundo.

A escolha da hospedagem tem que passar por uma triagem de acordo com o seu interesse. Você pode começar pensando em algumas perguntas básicas, por exemplo: Onde quero ficar? Quero ficar mais tempo descansando e aproveitando um “hotel”? Ou ter mais liberdade dentro de um apartamento? Analisar o custo x beneficio.

Caso a opção seja a de locação de imóvel para temporada alguns cuidados devem ser tomados:

– Não confie totalmente em fotos colocadas na internet e tente obter referências sobre o imóvel. Se ele não tiver sido indicado por algum conhecido, peça ao dono que passe o contato de pessoas que já se hospedaram lá anteriormente.

– Procure saber como é o entorno do imóvel. Há supermercado, farmácia e outros comércios? Qual é a distância da praia? A rua é calma ou cheia de bares? Defina o que é importante para você e pergunte.

– Se o imóvel ficar em um prédio com piscina, sauna e outras opções de lazer, verifique se você poderá usá-las. Alguns condomínios só permitem a utilização pelo dono do apartamento e seus familiares, e há proprietários que omitem essa informação na hora do aluguel de temporada.

– Se quiser levar algum animal de estimação, pergunte se o dono do imóvel e o condomínio onde ele fica localizado permite a presença de animais.

– Se a transação for mediada por uma imobiliária ou por um corretor de imóveis, verifique se a empresa ou o profissional são idôneos com o Creci (Conselho Regional de Corretores de Imóveis) da sua região. A filiação a esse conselho é obrigatória.

– Se o preço estiver muito abaixo do mercado, desconfie da oferta.

– O contrato de locação é a garantia tanto para o dono quanto para o locatário, e por isso é recomendado mesmo que o período de estadia seja curto. Ele deve ser de até 90 dias e conter uma lista de tudo o que o imóvel proporciona: não só móveis, mas também utensílios (material de cozinha, por exemplo). Confira tudo ao chegar ao local, preferencialmente na presença do locador.

– É comum que o dono peça ao menos uma parte do pagamento antecipado. Gastos como IPTU, condomínio, eletricidade e gás costumam estar incluídos no preço, mas nem sempre, por isso verifique se haverá algum gasto extra antes de assinar o contrato.

– Respeite o número máximo de pessoas que o dono do imóvel permite. Inquilinos extras podem ser barrados pelo dono, pelo síndico ou pelo zelador.

– Assim que chegar, experimente torneiras, descargas, chuveiros, luzes e eletrodomésticos, para ver se está tudo funcionando. O cuidado deve ser redobrado em imóveis de praia, que costumam ficar fechados muito tempo.

– Se descobrir algum defeito depois que o dono (ou seu representante) já tiver ido embora, avise imediatamente. Ela tem a obrigação de fazer as correções necessárias.

Quanto estou disposto a pagar? Um apartamento é mais viável? Todas essas perguntas podem ser respondidas fazendo uso dos filtros nos sites de comparação de pousadas/hotéis/imóveis temporada.


0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Gostou do blog? Tem mais por aí :)