fbpx

Confesso que a música foi o primeiro atrativo, apesar de já ouvir falar da FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty), de reportagens sobre a cidade. Mas quando começamos a pesquisar o que fazer em Paraty, a montar o Projeto Paraty – passagem, hospedagem, roteiros de passeios, dicas sobre a cidade – sempre montamos um antes de viagens, percebemos que Paraty seria um destino encantador, e foi!!!! De um lado, história, cultura, arquitetura, de outro praias, cachoeiras, passeio de barco… Muitos atrativos, muita coisa boa para fazer.

VIAJANDO EM GRUPO

Acho que podemos afirmar que viajar é um verbo que agrada a todos e, se ainda não agradou, com certeza um dia vai transformar nossas vidas e nos enriquecer a cada viagem. Assim também começam ou, se dá continuidade a grandes amizades.

BOURBON FESTIVAL – O QUE FAZER EM PARATY
Trupe da Trip Paraty/RJ

Nossa viagem à Paraty começou assim, amigos que amam viajar, que topam qualquer destino, que estão sempre de malas prontas, precisa só ajustar as agendas o que nem é tão complicado… Bourbon Festival Paraty, quem topa????

UM POUCO DA HISTÓRIA DE PARATY

Paraty era o nome que os índios guaianás davam ao lugar onde hoje está Paraty e significa, na língua tupi, “peixe de rio”.

Uma cidade colonial nascida no ciclo da cana-de-açúcar, em 1667 que enriqueceu depois no ciclo do ouro, no século XVIII, quando era um importante porto de escoamento do ouro e das pedras preciosas de Minas Gerais que embarcavam para Portugal.

BOURBON FESTIVAL – O QUE FAZER EM PARATY

Mas com a construção de um novo caminho da Estrada Real, que dava direto no Rio de Janeiro a cidade ficou fora da rota e consequentemente se isolou. Isso explica a boa conservação da cidade hoje, além do fato de ter sido tombada pelo IPHAN, o conjunto arquitetônico e paisagístico, em 1958. Depois vieram outros títulos, em 1966 o de Monumento Nacional. Em 1974 foi destacado seu valor excepcional, a extraordinária beleza natural, a originalidade do município e sua importância histórica. Acreditem tudo isso é presente em cada pedacinho da cidade e da natureza que a rodeia.

Ainda hoje os casarões e Igrejas ainda traduzem o estilo de época e contam com alguns misteriosos símbolos maçônicos que enfeitam as paredes, afinal Paraty foi urbanizada por Maçons. Segundo pesquisas baseadas em documentos e nos indícios de simbologia maçônica encontrada nas ruas e nos sobrados mais antigos, a Maçonaria se instalou na cidade no início do século XVIII

Para quem já foi à Ouro Preto e Tiradentes é possível ver a semelhança na arquitetura. Já estamos pensando em nossa próxima viagem, afinal: A melhor viagem é sempre a próxima, rsss, ou: Viajo, logo quero viajar de novo, tem também mais uma frase que adoramos: Quando não estou viajando estou preparando a próxima viagem…. e por aí vai!!!

#DIA 1-Praias urbanas e Centro histórico

PRAIAS EM PARATY

Mas vamos ao que interessa: O que fazer em Paraty? Nosso primeiro dia resolvemos aproveitar a praia próxima à casa que reservamos, a Praia de Jabaquara que fica a menos de 10 minutos de carro do centro, mas é possível fazer o caminho a pé, vimos muitas pessoas fazendo. Os motoristas particulares cobravam R$ 20, mas pedir desconto é nossa praia e fazíamos por R$ 15.

Confesso que não gostamos muito do mar, com muitas algas na praia, fresca… rssss.  Mas a água é limpa e o lugar é muito bonito. Essa praia, de águas calmas, é perfeita para fazer SUP e andar de caiaque. O custo em maio/2019 era de R$ 20 por 40 minutos o que é tempo suficiente para chegar a uma ilha próxima e voltar.

BOURBON FESTIVAL – O QUE FAZER EM PARATY
Praia de Jabaquara – Paraty/RJ

São muitas barracas de praia, uma mais charmosa do que a outra, escolhemos a Biruta Grill. Passamos horas maravilhosas bebendo drinks deliciosos e lindos, e comendo um peixe que dava água na boca.

Se você se hospedar no centro existe outra praia próxima a Praia do Pontal. Para chegar nela basta atravessar a ponte próxima a praça da matriz, que fica no final da rua do comércio e seguir o canal em direção ao mar. Fico devendo a foto, mas prometemos voltar outras vezes à cidade e atualizar este post.

CAMINHANDO PELO CENTRO HISTÓRICO

As ruas deste charmoso cartão postal, em sua grande maioria, são proibidas para os carros. Seu calçamento é feito de pedras enormes e irregulares conhecido como pé-de-moleque o que dificulta passar por elas apressadamente, aqui o melhor é um tênis e aproveitar para “turistar” pelas ruas sem nenhuma pressa.

Você também pode fazer esse passeio acompanhado por um guia especializado, veja aqui.

Algumas ruas estavam frequentemente alagadas, daí me perguntei: Não estava chovendo, de onde vem essa água toda?? Resposta simples: a maré sobe e alaga as ruas. Então cuidado para não se molhar…

Aqui encontrei um quitute que a muito estava fora do meu cardápio, mas que eu amo: Pudim de tapioca. Confesso que de tão gostoso não deu tempo nem para a foto, rsss, mas se você não conhece coloco aqui uma imagem que busquei no Google e de quebra a receita.

BOURBON FESTIVAL – O QUE FAZER EM PARATY
Cuscuz ou pudim de tapioca

Esses vendedores estão em todas as esquinas e vai ser difícil não experimentar um docinho como sobremesa ou um lanchinho da tarde pelo menos, são vários, e depois das calorias perdidas por vagar pelas ruas do centro vale comer todos eles.

É aqui também que você encontra vários restaurantes e bares para almoçar e jantar e para aproveitar o final do dia com boa música e alguns drinques. Nós escolhemos o Sarau Bar e Restaurante no nosso último dia. Recomendamos o lugar.

#DIA 2 – Passeio pela baia de Paraty

Paraty tem muito o que fazer são praias e ilhas exuberantes e existem muitas opções de passeios de barco, escuna e lancha privada, e uma infinidade de rotas e preços para você escolher. Caso você queira garantir os passeios e comprar em casa é só clicar aqui GET YOUR GUIDE e além de um passeio incrível você ainda nos ajuda com uma pequena comissão.

Nós fizemos esse passeio com o Príncipe dos Mares no segundo dia, reservamos todo o dia. Saindo às 11h do cais e retornando às 16h30.

A baia de Paraty é composta de 99 ilhas, é claro não daria tempo de visitar todas. Em algumas só passamos próximos e em outras paramos com tempo para banho e praia.

Ilha do Bexiga – o nome remete à época da epidemia de varíola, era para essa ilha que os doentes vindos da Europa eram levados, para quarentena ou, para morrer.

Hoje pertence a Amyr Klink. Ancorado na ilha estava a embarcação Paratii2 preparada para não precisar aportar. De dezembro de 2003 a fevereiro de 2004, após 13,3 mil milhas náuticas (24,6 mil quilômetros), Amyr e sua equipe completariam a segunda volta ao mundo em apenas 76 dias.

Ilha do Mantimento – hoje pertence a um italiano. É um santuário de proteção a animais que já estavam em extinção. Tem a participação e autorização do IBAMA.

Nessa ilha é possível ver uma curiosa construção, um castelo que por vezes é locado para filmes.

O nome mantimento vem da época que os portugueses usavam a ilha para deixar os mantimentos quando a maré estava baixa e não era possível aportar em Paraty.

BOURBON FESTIVAL – O QUE FAZER EM PARATY
Castelo na Ilha do Mantimento – Paraty

Ilha Comprida – foi aqui nossa primeira parada, 30 minutos, o mar não tem correnteza. Para chegar até a praia você tem duas opções, ou vai no bote ou vai nadando. A água tem uma cor linda, ora azul ora verde, depende da incidência dos raios solares. É incrível como a natureza é linda por aqui.

As escunas param umas do lado das outras e os peixes sabem que está na hora do lanche. Podemos ficar bem próximos a eles ou simplesmente nadar.

Praia da Conceição – Aqui fizemos a segunda parada novamente com direito a mergulhos, banho de mar, ou só curtir a praia, o lugar é bem preservado como os que passamos antes.

Ilha da Conceição - Praia Vermelha - Paraty/RJ
Ilha da Conceição – Praia Vermelha – Paraty/RJ (crédito Benitez fotografia)

Foi na Praia da lula que fizemos a última parada, depois do almoço, e descer não foi uma opção para mim, bateu aquela preguicinha pós almoço rsss. Mas também era linda, preservada e cercada por mata nativa. Eu fiquei da escuna só apreciando a cor do mar e toda a beleza que nos rodeava.

Praia da lula - Paraty/RJ
Praia da lula – Paraty/RJ (crédito Benitez photografia)

O bar da escuna Príncipe dos Mares era super completo com petiscos, almoço e bebidas para passar o dia todo. Todo lixo que produzimos é levado de volta para Paraty, então, se você embarcar algum lanche não esqueça de levar seu lixo de volta.

#DIA 3 – Trindade

Nossa sugestão para o terceiro dia do que fazer em Paraty é visitar a vila de Trindade. O passeio pode ser contratado em agências na cidade, no centro histórico tem várias, ou fazer com seu carro.

Trindade é uma das regiões mais famosas do município de Paraty. Para chegar até lá são aproximadamente 30km saindo do centro histórico. São muitas as atrações e praias:

  • Praia Brava
  • Praia do Meio
  • Praia do Cepilho
  • Praia do Caixa D’aço
  • Praia de Fora
  • Piscina natural do Caixa D’aço
  • Praia dos Ranchos
  • Cachoeira dos Codós

SOBRE O BOURBON FESTIVAL PARATY

E foi aqui que todo esse roteiro começou, o Festival de Blues e Jazz. A cidade respira cultura e arte e, nesses dias, transbordava música nos palcos, nas esquinas, nos bares em todos os lugares. Foi incrível.

Assim, bem no meio da rua…

O Festival é muito bem organizado. O público era bem diversificado e de todas as idades. Muitos jovens, outros tantos com mais de 50, o Viajar estava lá, famílias inteiras. Durante todo o dia, e à noite havia atrações nos palcos espalhados pelo centro histórico basta escolher aquele que mais te agrada.

A diversão é garantida!!

COMO CHEGAR À PARATY

BOURBON FESTIVAL – O QUE FAZER EM PARATY

Saindo de Brasília, Aeroporto Internacional – Presidente Juscelino Kubitschek, pela GOL, escolhemos aterrissar em Guarulhos. Esta não é a opção mais curta para chegar em Paraty, mas passar durante a noite na linha vermelha ou na Avenida Brasil não era uma opção.

Pela Dutra, BR 116, na altura de Aparecida pegamos a BR 459 com destino à Cunha e aí foram mais 46,2 KM de uma estrada cheia de curvas, com velocidade reduzidíssima. Esse percurso todo levou umas 4 horas.

Alugamos um carro pela Movida, o que nos deu mais liberdade para conhecer a região, afinal alguns pontos turísticos ficam afastados do centro histórico. Fizemos a cotação com a RentCars, que é de parceira do Viajar mais aos 50. É uma empresa que compara preços nas locadoras e apresenta a de melhor custo, daí você escolhe.

MAIS DICAS SOBRE PARATY…

Esses são algumas opções do que fazer em Paraty em 3 dias, mas existem muitas outras atrações para você montar um roteiro personalizado com a mesma quantidade de dias ou dar uma esticadinha caso sua agenda permita.

A cidade oferece outros pontos para explorar, veja aqui algumas dicas:

Praia do Sono – Paraty é rodeada de mata atlântica e a Praia do Sono não seria diferente. Uma praia linda com areia branca e água transparente. São poucos os restaurantes e bem simples. Para quem se hospeda nesta praia o mar é o seu quintal

É possível ir de carro ou de ônibus, mas somente até um certo ponto daí em diante são duas as opções ou barcos que te levam direto à praia ou uma leve caminhada por uma trilha bem demarcada de 3,1 km, mais ou menos uns 40 minutos.

Caminho do Ouro – Existe um trecho da Estrada Real, conhecido como caminho do ouro construído por escravos que ligava as cidades históricas de Minas e Paraty. Está relativamente preservado e é nele que você poderá conhecer muitas cachoeiras, alambiques, ateliers e bons restaurantes.

Cachoeiras – São várias as opções para tomar um banho gelado. A localização privilegiada, montanhas, rios e um relevo perfeito para incontáveis cachoeiras entre elas estão:

  • Poço do Tarzan
  • Pedra do Tobogã
  • Poço dos Ingleses
  • Cachoeira Pedra Branca
  • Cachoeira do Chuveiro

Para as cachoeiras e o caminho do ouro você pode garantir seus ingressos bem aqui. Assim quando você chegar lá é só aproveitar o passeio.


O Blog Vamos viajar pra onde agora tem um post sobre outra praia no litoral do Rio de Janeiro veja as sugestões do que fazer em Búzios com a Hebe.


ORGANIZE SUA VIAGEM


0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Gostou do blog? Tem mais por aí :)