fbpx

Foz do Iguaçu, é um dos destinos mais incríveis que já fizemos e um dos mais procurados do planeta! Exagero? Não acho que seja, é só olhar a sua volta quando estiver por lá, turistas de várias partes do mundo.

Reconhecida como destino turístico internacional, a cidade respira turismo, e é o segundo mais procurado por turistas estrangeiros que visitam o Brasil, segundo pesquisa da EMBRATUR e da FIPE, afinal abriga uma das novas sete maravilhas da natureza, as Cataratas do Iguaçu. A maior usina hidrelétrica do mundo em geração de energia, a Itaipu Binacional, recebe sozinha mais de 500 mil visitantes/ano. Já as demais atrações turísticas incluindo Paraguai e Argentina, tríplice fronteira, recebem 2,5 milhões de turistas por ano.

Chegar até Foz do Iguaçu de avião não é difícil, o aeroporto fica a 13 Km do centro da cidade e recebe por dia 54 voos da LATAM, GOL e AZUL, portanto, esse não será um problema. E para sair dele também não se transformar em um, sugerimos que você compre com a LOUMAR TURISMO o transfer  que te leva para seu hotel.

ONDE SE HOSPEDAR EM FOZ DO IGUAÇU

Fica mais fácil falar dos lugares que conhecemos, dos hotéis que nos hospedamos, portanto, nossa dica de hospedagem é o Wyndham Golden Foz Suites. E você pode contratar direto com eles, e para conseguir um bom desconto basta dizer que leu esta matéria aqui no blog.

Foram 10 dias maravilhosos num hotel que preza por detalhes que ficam na memória para sempre. Além de uma localização privilegiada tem espaços como academia, brinquedoteca, piscina, restaurante no lobby para jantares mais reservados, ou o Restaurante Locanda com um cardápio bem diversificado e gostoso. Tem ainda uma hamburgueria e uma loja de cervejas a Mestre-Cervejeiro.com onde você pode tomar cervejas de todo mundo e afinal isso faz toda diferença. Esses espaços são terceirizados, mas todos integrados ao hotel.

Quer se hospedar com desconto???? Conseguimos 15% para você. Bem simples, direto no site do Hotel Wyndham com o cupom 52073!!!

Wyndham banner

E o que dizer dos quartos, são 4 tipos para todos os gostos e bolsos. Ficamos hospedados no apartamento luxo, que foi maravilhoso e suficiente para nossas necessidades. Com direito a esse brinde: QUE POR DO SOL!!!!!!

Já ia me esquecendo do café da manhã… dos deuses… daqueles de sair rolando… tudo para reforçar as energias para os passeios. Canja de galinha, frutas, iogurte, pães integrais e brancos, queijos, bolos, sucos, inclusive o verde, mini churros, cueca virada  e minha queridinha: panqueca com Dulce de leche argentino huuuummmmm…

Mas vamos aos passeios incríveis, imperdíveis, afinal o que a gente mais quer é conhecer as Cataratas do Iguaçu.

Esses três passeios podem ser feitos no mesmo dia porque estão muito próximos., então é possível encaixar no mesmo dia saindo cedo do hotel. Combine seu horário na a Loumar Turismo e use o TRANSFLIX.  A entrada do Parque das Aves e das Cataratas fica uma em frente a outra, basta atravessar a Avenida das Cataratas, já o Macuco Safari fica dentro do Parque Nacional das Cataratas e depois que você pega o ônibus é a primeira parada.

Vamos começar com:

PARQUE DAS AVES

UM POUCO DA HISTÓRIA DESSE LUGAR

Em 1976, a veterinária Anna-Sophie Helene se muda da Alemanha para a Namíbia. Lá ela conhece Dennis Croukamp eles começam a trabalhar juntos, se apaixonam, se casam e tem duas filhas: Anna-Luise e Carmel.

Animais de estimação costumam a fazer parte das famílias, a dessa foi um filhote de papagaio-do-congo, que é claro se tornou membro da família, o Pumucki, mas logo o quintal deles estava repleto de outras aves.

Um amigo do casal sugeriu à Dennis a criação de um parque de crocodilos em Foz do Iguaçu, ele aceitou, mas decidiu mudar radicalmente a espécie de animal para aves. Eles compraram 16 hectares de terra ao lado do Parque Nacional de Iguaçu e entre idas e vindas começaram a construir o parque em 1993. E em 7 de outubro de 1994 com doações, empréstimos e animais confiscados pelo IBAMA o Parque das Aves era inaugurado, ainda com aves de outros continentes.

Hoje eles trabalham com conservação de espécies vulneráveis e ameaçadas de extinção, e, desde 2010 as ações do parque tem foco na mata atlântica.

FOZ DO IGUAÇU – 3 PASSEIOS INCRÍVEIS

Desde sua criação, o Parque não para de crescer graças a um time de brasileiros que se dedica a continuar os sonhos de Dennis Croukamp, sendo hoje o maior parque de aves da América Latina. “Mas ainda há tanto por fazer!”, comenta Anna Croukamp.

AS AVES, A MATA ATLÂNTICA E O PARQUE

O passeio dura em torno de 2 horas, não menos do que isso. Já na entrada somos recebidos por flamingos e guarás lindos e muito coloridos. Ah, uma curiosidade!!  Os flamingos nascem cinzas e vão adquirindo o tom rosado à medida que crescem e se alimentam de um crustáceo que possui essa pigmentação. Aí a pergunta: no parque eles se alimentam de crustáceos??? Resposta: não, mas o parque oferece uma ração que consegue reproduzir o que eles encontram na natureza, não é o máximo?!?!

Somente mais alguns passos, e soltos por ali papagaios dormindo, gritando, descansando ou só observando a passagem dos turistas. Lembrando que 52% das aves que vamos encontrar no parque são resgatadas de tráfico ou de maus tratos.

Mais adiante passeando tranquilamente vimos alguns macucos. Uma curiosidade é a de que, quanto mais preservada a mata mais macucos encontramos, ele se encontra em extinção, triste não?!?

Seguindo a trilha, que é toda calçada e plana, o que é ideal para quem tem dificuldade de locomoção e para o carrinho de bebê, trilha inclusiva, ponto para o Parque das Aves!!!! Detalhe importante, mas seguindo a trilha, os sons e as cores dos animais são as primeiras atrações: guarás, flamingos, tucanos, papagaios, cágados, corujas, seriemas, jandaias, harpias, aranhas, urubus e muitos outros.

Mas para nós o ponto alto é poder entrar dentro dos viveiros chamados de Viveiros de Imersão, são quatro no total. Sim, você entra no viveiro e fica ao lado das aves, e pode fazer poses para fotos com tucanos e outras aves. Acima de um deles vi um tucano solto e perguntei para uma colaboradora que estava ali porque aquele estava solto, ela disse que esse vive livre, mas muitos visitam o parque regularmente.

Durante todo o percurso e em frente aos viveiros encontramos muitas curiosidades sobre a Mata Atlântica, não deixe de ler para saber o nome de cada espécie e suas principais características, nós aprendemos bastante.

O viveiro das araras, de longe é o mais barulhento, e de perto o mais animado. Elas voam por cima de nós sem o menor receio, não somos ameaça, sentem-se bem à vontade para comer, andar em galhos baixos e passeando pelo chão.

No meio do caminho existe um espaço para lanchar, com mesas, cadeiras, água e uma lanchonete com preços que julgamos justos. O borboletário é um dos Viveiros de Imersão e chama atenção não só pelas inúmeras e diferentes borboletas, mas pelo privilégio de ver bem de perto beija-flores. É encantador!!!!

Existe um espaço onde é simulado o caminhar das formigas nas árvores, muito intrigante a experiência. Outra novidade para nós foi conhecer o Casuar, essa ave na foto abaixo, nativa da Austrália e Nova Guiné e é considerada a ave mais perigosa do mundo.

Os animais provenientes de resgate não retornam a natureza, ou porque nasceram em cativeiro ou porque sofreram com o tráfico e com maus tratos. O bom é que são bem cuidados por aqui. No parque existe um programa de reprodução, principalmente as que estão ameaçadas de extinção que voltarão para a natureza.

Como se todo esse trabalho já não fosse suficiente o Parque das Aves já plantou milhares de árvores nativas.

Recebe por ano 35.000 estudantes e mais de 800 mil visitantes por ano. Que grande oportunidade de conscientização, não é??

Depois dessa visita e extasiados com tudo o que vimos é hora de atravessar a Avenida e conhecer de perto uma das 7 maravilhas da natureza: As Cataratas do Iguaçu.

MACUCO SAFARI

Dentro do Parque Nacional do Iguaçu, a primeira parada do ônibus é no Macuco Safári.  Um passeio de barco nas quedas das Cataratas que combina aventura e emoção. Eles possuem as certificações de segurança necessárias, ISO 21101:2014 (sistema de gestão da segurança em turismo de aventura) e ISO 14001:2004 (sistema de gestão ambiental) então pode seguir sem medo que com certeza sua experiência será positiva.

O que dá nome a atração é uma ave camada Macuco que habita ainda no Parque Nacional do Iguaçu, mas está extinta em outras regiões. Existe uma cachoeira de uns 20 metros que leva esse nome: Salto do Macuco, e a gente passa por ela durante o passeio. Outra curiosidade é que na língua guarani ma’kuku significa solitário.

Foz do Iguaçu Macuco Safari

Passeio radical? Só um pouco radical? Sem dúvida um passeio sensacional, fantástico!!!!! Daqueles de ficar na memória. Tudo começa em uma trilha de 3 Km. Mas calma, não vamos andando, um veículo elétrico (ecologicamente corretos!!!!) nos leva até o final, sempre com guias bilíngues.

Temos duas opções, fazer uma trilha espetacular de 600 metros no meio da mata ou ir direto para o deck de onde saem os barcos bimotores para os passeios seco e molhado.

Escolhemos fazer a trilha e valeu muito a pena. Caminhar por entre árvores, verde, mato é muito bom. Trilhas são sempre bem-vindas para nós. Ah! É super fácil a caminhada, não deixe de fazer. A trilha termina em um deck com armários, banheiros, lanchonete e loja de souvenir, compramos mais um imã de geladeira.

Escolhemos fazer o passeio radical que nos levou por baixo das cataratas, para molhar mesmo. Mas é possível fazer o passeio seco que não se aproxima das quedas de águas das Cataratas do Iguaçu.

Depois de colocar os coletes, descemos com o funicular até os barcos e nos sentamos logo na primeira fila, todos acomodados e o piloto segue fazendo algumas manobras radicais, consequentemente levamos o primeiro de muitos banhos! Incrível!! No cânion do Rio Iguaçu em direção a Garganta do Diabo existem algumas paradas para contemplação, ficaríamos ali todo o dia só observando como aquele lugar é mágico. Mas a emoção nem havia começado faltava ainda ver aquele mundão de água bem de perto e de baixo, uma visão completamente diferente das que temos das passarelas.

Dicas:

Leve seu celular ou máquina fotográfica em uma capa para não molhar;

Quanto a uma capa de chuva para você, nem adianta, eu usei e me molhei toda, menos do que o Guilherme, por isso:

Leve roupas para você se trocar nos banheiros da atração;

Meninas, a make vai desmanchar toda, no máximo um rímel a prova d’água.

Nada de óculos, bonés.

Ponto para eles o passeio é completamente acessível a quem tem a mobilidade reduzida, principalmente os cadeirantes!!! SHOW!!!!

Existem outros passeios para se fazer no Macuco Safari, confere aqui! 

CATARATAS DO IGUAÇU

Só por curiosidade: Iguaçu significa na língua tupi-guarani água grande. 

O rio Iguaçu nasce próximo a Serra do Mar percorre 1320 km até sua foz, no rio Paraná. Após uma curva bem na divisa do Brasil com a Argentina existe uma grande fenda de erosão que forma um desnível que se precipita em aproximadamente 275 quedas de, em média, 65 metros. A queda é bem maior, e mais bonita, do lado argentino, portanto vê-las só é possível se visitarmos o lado brasileiro. Já para ver a queda de cima, a famosa Garganta do Diabo, é preciso visitar o lado argentino do rio Iguaçu.

As Cataratas ficam dentro do Parque Nacional do Iguaçu criado em 1939 e é habitat de diversas espécies em extinção como a onça pintada, o jacaré de papo amarelo e a araucária. Por sua importância o Parque Nacional do Iguaçu se tornou a primeira Unidade de Conservação do Brasil a ser classificada como Sítio do Patrimônio Mundial Natural pela UNESCO, em 1986.

Logo após passar o Centro de Visitantes, onde você pode comprar os ingressos, caso ainda não tenha feito. As filas aqui são sempre enormes, então sugerimos que você compre com a Loumar Turismo o TRANSFLIX  você já comprou para chegar até o parque e o valor é o mesmo cobrado pelo Parque então, simplifica!

Ônibus saem a todo momento e nos levam até o início da trilha de 1,2 km a partir de onde seguimos a pé admirando as Cataratas até a Garganta do Diabo. Só um comentário que não podemos deixar passar: a estrutura do parque e os serviços oferecidos, os funcionários são top demais, dá orgulho!!!

Essa trilha tem diversos mirantes, essas paradas são estratégicas, para quem não consegue fazer todo o percurso sem uma paradinha e para fotos, fotos, muitas fotos. É preciso muita paciência por aqui para as fotos, afinal todo mundo quer aquele click ideal, não é?! Veja o que conseguimos!!

Mas no final todo o esforço terá valido a pena, a passarela te leva até bem próximo a Garganta do Diabo, não dá para explicar, é espetacular, incrível, maravilhoso todo aquele volume de água. Nessa passarela é impossível sair sem se molhar apesar de que em momento algum passamos por baixo ou muito perto das cataratas, mas o vento e os respingos com toda certeza te molham, se estiver calor vale muito mais!!!!

Antes de subir o elevador panorâmico existe uma plataforma que fica bem no cantinho, este também é um lugar onde você pode chegar bem perto da grande queda e é claro se molhar mais um pouco. Ali você encontra uma loja de souvenirs, uma lanchonete e os mais ilustres moradores do parque: os quatis. Mas atenção e muito cuidado, não alimente nem se aproxime muito, apesar de muito fofos são animais e mordem se sentirem ameaçados. Mas vale alguns clicks dessas fofuras!!!!

De volta ao elevador panorâmico suba por ele, é gratuito e vale muito a pena ver o rio e as quedas d’água dessa perspectiva. Essa é, também, a opção acessível, seguindo de ônibus até o final da linha, no Restaurante Porto Canoas e descer de elevador para sentir de perto a molhação.

Na subida para o restaurante, lanchonete e banheiros encontramos uma estátua de Santos Dumont. Se você se pergunta por que ele estaria aqui, vou te contar resumidamente a sua importância.

Não, ele não sobrevoou as cataratas. Na verdade, o parque nem existiriam sem a intervenção dele. Em 1916 Santos Dumont visitou Foz do Iguaçu, e, a convite de Frederico Engel foi conhecer as cataratas e, é lógico ficou encantado. Mas aquilo tudo tinha um dono: um uruguaio Jesús Val. Indignado com essa situação usou sua influência para que a situação fosse revertida. Em 1939 o Presidente Getúlio Vargas assina o decreto que cria oficialmente o Parque Nacional do Iguaçu.

“Posso dizer-lhe Frederico Engel, que estas maravilhas em torno das cataratas não podem pertencer a um particular”. Santos Dumont em 25/04/1916

FOZ DO IGUAÇU – 3 PASSEIOS INCRÍVEIS

Este foi nosso primeiro dia em Foz do Iguaçu temos muito mais contar para vocês. Se quiser receber novidades assine logo abaixo nossa lista!

Monte o melhor e mais barato roteiro em Foz do Iguaçu com a Loumar Turismo !!!!

Bannner LOUMAR

Nossa opção para esse pacote foi feita com a Loumar Turismo, porque eles são especialistas em Foz do Iguaçu, porque tem preços agradáveis e porque a gente se sentiu em casa trabalhando com eles.

Apesar desta parceria as informações deste post retratam de forma sincera nossa experiência nas atrações.  

Aproveite o CUPOM LOUMAR50 e peça seu desconto.


0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.