fbpx

21 de abril de 2020. Brasília está fazendo 60 anos, uma jovem cidade.

Aniversário de Brasília uma cidade que amamos, onde nascemos e onde passamos boa parte de nossas vidas.

Brasília merece muitas, não, merece TODAS as homenagens. Uma cidade de todos nós, dos que nasceram aqui e dos que a escolheram para ser sua de coração.

Então PARABÉNS BRASÍLIA!!!!!! 

FELIZ ANIVERSÁRIO!!!

E tudo começa assim, com um sonho…  de São João Bosco, santo Italiano fundador da congregação dos Salesianos, em agosto de 1883.

“Entre os graus 15 e 20 havia uma enseada bastante longa e bastante larga, que partia de um ponto onde se formava um lago. Disse então uma voz repetidamente: -Quando se vierem a escavar as minas escondidas no meio destes montes, aparecerá aqui a terra prometida, de onde jorrará leite e mel. Será uma riqueza inconcebível.” 

OS CANDANGOS

Mas para a realização desse sonho foi preciso contar com eles: os CANDANGOS, que segundo definição do dicionário Michaelis trata-se de trabalhador vindo de fora da região. Nome com que se designam os trabalhadores comuns que colaboraram na construção de Brasília. E é claro mais alguns outros nomes como: Juscelino Kubitscheck, Israel Pinheiro, Regis Bitencourt, Burle Marks, Oscar Niemeyer, Lucio Costa, Bernardo Sayão, Athos Bulcão, Marianne Peretti e muitos outros.

Das pranchetas geniais de Lucio Costa e Oscar Niemeyer surgiram composições de um cenário único no mundo: o maior acervo de arquitetura e urbanismo modernos.

BRASÍLIA… UM SONHO, FELIZ ANIVERSÁRIO
BRASÍLIA… UM SONHO, FELIZ ANIVERSÁRIO

Brasília é uma cidade espetacular, um museu a céu aberto com obras gratuitas e monumentais. O lago, largas avenidas, as árvores, o pôr do sol mais bonito, e o céu… ah, o que dizer do céu. De todos monumentos espalhados pela cidade, um grande, eu diria o maior, o mais lindo de todos, é, o CÉU. Não temos o mar, mas o céu é o nosso mar.

Peço licença a Caetano Veloso e Djavan:

Céu de Brasília

Traço do arquiteto

Gosto tanto dela assim

….

Pólo sul, meu azul

Luz do sentimento nu

Esse imenso, desmedido amor, vai além que seja o que for

Vai além de onde eu vou

Do que sou, minha dor

Céu de Brasília
Céu de Brasília
Céu de Brasília
Céu de Brasília
Céu de Brasília
Céu de Brasília

BRASÍLIA: PLANEJADA

Brasília. O que falar desta cidade?? Planejada, pensada para ser exemplo de ordem, de eficiência urbana. Uma proposta de vida moderna. Um modelo de convivência harmoniosa e integrada entre todas as classes.

Mas como já dizia Lúcio Costa “A única coisa do planejamento é que as coisas nunca ocorrem como foram planejadas.” Brasília sofreu na prática várias distorções e adaptações em sua proposta inicial, e com isso veio junto um crescimento desordenado e explosivo.

Mas ainda assim uma cidade única, com obras de Oscar Niemeyer espalhadas por todos os lados. Brasília, com seus eixos e perspectivas de ordenance, tem filiação francesa. Inconsciente embora, a lembrança amorosa de Paris esteve sempre presente para ele: Lucio Costa”

Mas vamos começar a visitar esses lugares incríveis, não dá para perder, você vai se encantar. A sensação de infinito, de distância, de horizonte. Precisa conhecer para sentir!!!!

CATEDRAL

Catedral (Oscar Niemeyer) foi primeiro monumento construído em Brasília. Para muitos é o monumento mais bonito da cidade, tem dezesseis semiarcos que formam um desenho que lembram os dedos das mãos entrelaçados durante uma oração. Mas, a quem diga que o significado é outro. Em 1958 a ideia de JK é que a Catedral fosse um templo ecumênico para todas as religiões, então Niemeyer, que era ateu, projetou o edifício em formato de mandala, um símbolo universal que representa a busca pela paz interior.

Catedral de Brasília
Catedral de Brasília

A construção da Catedral que iniciou em 1958, levou 12 anos. Em 1970 foi finalmente entregue, mas bem diferente do que é hoje, os vidros eram escuros e os pilares de concreto. Só em 1990 os pilares foram pintados de branco e os vitrais substituídos pelos da artista plástica Marianne Peretti (única mulher na equipe de Oscar Niemeyer).

Catedral de Brasília - Profetas
Catedral de Brasília - Profetas

Na entrada estatuas de bronze dos quatro evangelistas feitas por Alfredo Ceschiatti, o mesmo que produziu os anjos que flutuam no interior da nave. Além de outras pela cidade como: As Banhistas, em frente ao Palácio da Alvorada, A Justiça, em frente ao Superior Tribunal Federal, e As Gêmeas, na cobertura do Palácio do Itamaraty.

Catedral de Brasília - Profetas
Catedral de Brasília - Profetas
Catedral de Brasília - Anjos

Ainda na Catedral, do lado de fora temos ainda o Campanário que mede 20 metros de altura e suporta quatro sinos de bronze doados pelo governo espanhol. Eles tem nome: Santa Maria, Pinta, Nina e Pilarica, em homenagem as caravelas de Colombo e a Nossa Senhora do Pilar.

Catedral de Brasília - Sinos
Catedral de Brasília

Se por fora ela já é linda por dentro é um espetáculo a parte. Para entrar na Catedral é preciso descer um túnel atravessar um pedaço de escuridão para finalmente encontrar a luz. É mais uma das inúmeras simbologias do monumento? Já no interior da Catedral as luzes são de encher os olhos. Atmosfera é de acolhimento e arte.

Catedral de Brasília - Interno
Catedral de Brasília - 1a. cruz
Catedral de Brasília - 1a. cruz
Catedral de Brasília - 1a. cruz

Encontramos a réplica da Pietà de Michelangelo, a Nossa Senhora de Aparecida também é uma réplica, já a cruz que se vê lá dentro é a original da primeira missa realizada em Brasília em maio de 1957. As pinturas com as imagens da vida de Jesus são originais e feitas por Athos Bulcão.

Catedral de Brasília - Pietá
Catedral de Brasília - Pietá

Além dessas obras a gente encontra algumas pessoas falando com as paredes, pode parecer engraçado ou alguma experiência exótica, mas não é nada disso. É que o formato da estrutura e o mármore polido permitem que o som se propague e seja ouvido tranquilamente por quem está lá do outro lado.

PRAÇA DOS TRÊS PODERES

Brasília é um avião e a Praça dos Três Poderes fica na cabine desse avião, perto de tudo bem no início do eixo monumental.

Idealizada por Lúcio Costa e projetada por Oscar Niemeyer, a Praça dos Três Poderes, é um amplo espaço cívico que abriga o Congresso NacionalPalácio do Planalto e o Supremo Tribunal Federal, todos com eles com projeto de Oscar Niemeyer. Foi dessa Praça que em 21 de abril de 1960, o presidente JK falou para uma multidão reunida, foi o lugar onde Brasília começou oficialmente.

Logo na entrada da Praça dos Três Poderes, no Museu Histórico de Brasília, um pequeno monumento em homenagem aos candangos, saindo do mármore a escultura do rosto de JK, feita por José Alves Pedrosa. Este é o museu mais antigo da capital, inaugurado no mesmo dia da inauguração da cidade e representa um marco histórico, pois a inauguração representou a transferência oficial da Capital do RJ para Brasília fotografias e escritos que rememoram a trajetória da capital federal desde sua construção.

Brasília - Palácio do Planalto
BRASÍLIA… UM SONHO, FELIZ ANIVERSÁRIO
BRASÍLIA… UM SONHO, FELIZ ANIVERSÁRIO
BRASÍLIA… UM SONHO, FELIZ ANIVERSÁRIO
Brasília - Congresso Nacional

Na parte de fora bem em frente à Bandeira Nacional está essa frase de Juscelino Kubitscheck de Oliveira.

Viramos no dia de hoje uma página da história do Brasil… Damos por cumprido o nosso dever mais ousado, o mais dramático dever. Neste dia… consagrado ao alferes José Joaquim da Silva Xavier, o Tiradentes, no 138º ano da Independência e 71º da República, declaro, sob a proteção de Deus, inaugurada a Cidade de Brasília, Capital dos Estados Unidos do Brasil.

Juscelino Kubitschek

Brasília - Praça 3 poderes
Brasília Bandeirão - Dia de troca

Mais homenagens, agora aos operários que construíram a capital. Com mais de 8 metros de altura e desde 1959 e é um dos símbolos da cidade, a escultura Os Guerreiros, mais conhecida como Os Candangos, de Bruno Giorgi.

Brasília - Os Candangos
BRASÍLIA… UM SONHO, FELIZ ANIVERSÁRIO
Brasília - Os Candangos

Do outro lado, em frente ao STF, uma escultura de Alfredo Sesquiati que representa a deusa grega Temis, A Justiça.

Brasília Praça 3 poderes
Brasília Praça 3 poderes

Ainda na Praça dos Três Poderes um monumento chama atenção, e eu diria que é controverso, no mínimo inusutado. Em 1961 D. Heloá Quadros, esposa do presidente Jânio Quadros sugeriu que fosse feito um Pombal no meio da Praça. Niemeyer atendeu ao pedido e foi construído um “pregador de roupas”.

Brasília Praça 3 poderes Pombal
Brasília Praça 3 poderes Pombal
Brasília Praça 3 poderes Pombal
Brasília Praça 3 poderes Pombal

Outra obra é a escultura doada pela UNESCO que comemora o título de patrimônio da humanidade que Brasília recebeu em 1987.

Brasília Reconhecimento UNESCO
Brasília Reconhecimento UNESCO

BANDEIRÃO

Projetado por Sérgio Bernardes e inaugurado em 1972, a 100m de altura, o Pavilhão Nacional. Linda, imponente, nossa bandeira. No primeiro domingo de cada mês ela é trocada. Uma lei garante que a bandeira fique sempre lá no alto, ou seja uma só desce quando a outra sobe.

Brasília Bandeirão - Dia de troca
Brasília Bandeirão - Dia de troca
Brasília Bandeirão
Brasília Bandeirão - Dia de troca
Brasília Bandeirão - Dia de troca
Brasília Bandeirão
Brasília Bandeirão - Dia de troca

ESPAÇO LÚCIO COSTA

Ali no subsolo mais uma surpresa o espaço Lúcio Costa, inaugurado em 1992 em homenagem ao urbanista. o lugar é perfeito para entender um pouquinho do desenho da capital. Nele temos uma maquete de Brasília gigantesca construída em 1988, que já foi exposta em muitos outros lugares, como no museu de arte moderna do Rio de Janeiro, na Argentina, na República Tcheca, no Senado Federal.

Brasília - Espaço Lucio Costa
Brasília - Espaço Lucio Costa
Brasília - Espaço Lucio Costa

PANTEÃO DA LIBERDADE

Mais um monumento, o busto de Israel Pinheiro, tem também o de Tiradentes que homenageia os heróis nacionais.

Inaugurado em 1986, o Panteão da Pátria Tancredo Neves, foi uma ideia que surgiu durante o velório do presidente Tancredo Neves em abril de 1985, o projeto de Oscar Niemeyer lembra o formato de uma pomba e possui obras de Athos Bulcão, João Câmara e Marianne Peretti.

Bem em frente do Panteão fica pira da pátria e é um ótimo mirante para a esplanada dos ministérios.

Brasília - Panteão da Liberdade - Tiradentes
Brasília - Panteão da Liberdade
Brasília - Panteão da Liberdade
Brasília - Panteão da Liberdade
Brasília - Panteão da Liberdade
Brasília - Panteão da Liberdade - Pira
Brasília - Panteão da Liberdade - Pira

Quando Lúcio Costa entregou o projeto do concurso para a construção de Brasília, nele constavam o desenho da cidade em forma de cruz, as grandezas, as escalas e um único monumento desenhado por ele mesmo, a Torre de TV.

Brasília - Torre de TV
Brasília - Torre de TV
Brasília - Torre de TV
Brasília - Torre de TV

Uma planta triangular com base em concreto aparente e superestrutura metálica com um mirante, com 75 metros de altura é uma espécie de visita obrigatória. Visível de quase toda cidade, foi inaugurada em 1967 para receber as antenas de emissoras de rádio e televisão em Brasília. Sua inspiração??? Torre Eiffel de Paris.

Brasília - Torre de TV
Brasília - Torre de TV

É possível ver dali toda a esplanada dos ministérios e entender a grandeza do projeto arquitetônico urbano de Brasília. São 360 graus de onde dá para ver os quatro cantos do avião. O mezanino hoje está fechado, mas já teve dias de estar aberto, já foi restaurante, já teve exposição …. A Torre de TV tem 224m de altura no total. Em sua frente há uma escultura do artista plástico Alexandre Wakenwit chamada “Era Espacial”.

Brasília - Torre de TV vista época de seca
Brasília - Torre de TV vista época de chuva

Além da bela paisagem, o Complexo da Torre de TV conta com a Feira de Artesanato local. É possível encontrar móveis, peças de vestuário, bijuterias e arte em geral.

Não dá para perder o show de águas coloridas da Fonte Luminosa, uma das maiores da América Latina.

IGREJINHA

Um dos símbolos de Brasília, ela foi construída em apenas 100 dias.  Tudo começa com uma promessa. A filha de D. Sara e de Juscelino, Marcia Kubistchek, tinha uma doença rara na coluna. O presidente de Portugal, Craveiro Lopes, sugeriu ao casal que recorresse a N. Sra. De Fátima. A menina ficou curada.

Igrejinha foi a primeira obra em alvenaria erguida em Brasília. Inaugurada em 28 de junho de 1958, projetada por Oscar Niemeyer. Sua arquitetura faz referência a um chapéu de freira e era inicialmente para abrigar 800 pessoas, mas acabou adaptada para uma capela de apenas 30 lugares.

Já na inauguração foi celebrado o casamento de Maria Regina Pinheiro filha de Israel Pinheiro. Em janeiro de 1959, serviu para o funeral de Bernardo Sayão. O engenheiro morreu durante a construção da rodovia Belém Brasília e foi velado e enterrado na capital.

Convidado por Niemeyer, o artista Alfredo Volpi, foi chamado para compor os afrescos da nave. Os afrescos com bandeirolas, sua marca registrada, e anjos foram cobertos por tinta em uma reforma ocorrida na década de 1960. Em 2008 o artista Francisco Galeno venceu o concurso para realizar novos afrescos na Igrejinha. E de temos de volta a ideia inicial com fundo azul, uma Santa sem rosto e bandeirinhas.

O painel externo é de Athos Bulcão. Os azulejos da Igrejinha são os únicos que tem um significado. A estrela representa a natividade e a pomba o espírito santo. Uma unanimidade, o painel já foi tatuado corpo de muita gente.

Igrejinha fica na 307/308 Sul, e quando você for visitar não deixe de provar uma pizza na Pizzaria Dom Bosco, você não vai se arrepender. Vale também uma volta na 308 sul que é a quadra modelo de Brasília.

Brasília - Igrejinha
Brasília - Pizzaria Dom Bosco
Brasília - Igrejinha
Brasília - Igrejinha

Brasília é um museu aberto das obras de Oscar Niemeyer, mas existe um museu que leva o nome deste grande arquiteto. Veja as 6 curiosidades sobre o Museu Oscar Niemeyer em Curitiba

SINALIZAÇÃO

Brasília é uma cidade simplesmente linda, mais do que isso é uma cidade onde se localizar é muito fácil. Isso porque? Uma sinalização única que, assim como tudo por aqui, é simples e genial.

Quem chega logo percebe que as placas de sinalização são diferentes. Temos um padrão de cores, de letras, de setas. A ideia é a de facilitar a vida de quem procura um endereço, um monumento, uma quadra!!! E o desafio, o de criar padrões que interagissem com a arquitetura da capital.

Esse modelo de sinalização foi estabelecido em 1976 após um estudo técnico realizado por uma equipe coordenada pelo arquiteto Danilo Barbosa.

Brasília - Sinalização
Brasília - Sinalização
Brasília - Sinalização

A funcionalidade e estética da sinalização candanga foram reconhecidas, em 2015, pelo Museu de Arte Moderna de Nova York, o MoMA. Uma réplica do totem igual ao instalado na entrequadra comercial 107/108 Sul faz hoje parte do acervo do museu. E foi este padrão, que em 1985, Lúcio Costa estabeleceu que deveria ser utilizado em Brasília.

Uma base cinza e letras brancas nos fundos verdes (indica direção e orienta o caminho a seguir), azul (significa que você já está no local) e o marrom (monumentos e pontos turísticos). Além disso temos também a “seta” que é um espetáculo a parte. Seta para cima = siga em frente, seta para os lados = entrada próxima, e a mais charmosa é a seta para baixo = bem aqui.

Brasília - Sinalização
Brasília - Sinalização
Brasília - Sinalização
Brasília - Sinalização

Dentro das quadras a sinalização segue o mesmo padrão. Em frente aos blocos existem prismas de 3 lados que indicam o endereço e podem ser lidos de qualquer direção.

EIXÃO

eixão com seus 14 Km é uma larga avenida que corta Brasília de norte a sul. São três pistas em cada sentido, uma bem no centro dividindo o trajeto é chamada de faixa presidencial, onde só podem andar carros oficiais ou viaturas do corpo de bombeiros e da polícia. Devia ser por aí que os presidentes iam para o aeroporto, antes de terem um helicóptero.

eixão é a parte curvada da cruz idealizada por Lucio Costa e, é a partir dele que surgem as quadras residenciais. De um lado, o Oeste, as quadras começam com os números ímpares 100,300,500,700 e 900, do outro lado, o Leste as quadras começam com o número par, 200, 400, 600 e 800. Daí é só contar 16 quadras, a partir do 01 para cada uma das centenas em cada asa e: Feito!! Temos as superquadras residenciais e comerciais.

No centro, onde os eixos se encontram, a rodoviária, e embaixo dela para não atrapalhar o fluxo o famoso buraco do tatu, um túnel que liga as asas sul e norte.

Brasília - Eixão
Brasília - Eixão

Ao longo de toda avenida, a cada duas quadras, existe uma passagem subterrânea para pedestres, elas cortam o eixão e os dois eixinhos (duas avenidas paralelas também de norte a sul). As tesourinhas acompanham os eixinhos e o eixão, são trevos que confundem muita gente daqui e alguns que vem de fora, e é a cara de Brasília. A última novidade foram as agulhinhas que ligam o eixão diretamente às superquadras sem passar pelas tesourinhas, a gente adora isso.

Fala-se brasilianês: “Sai do pilotis do bloco da sua quadra, pega um balão, daí faz a tesourinha pega o eixão, passa pelo buraco do tatu e pronto você chegou….” Tem até camiseta com a cara de Brasília “Pega o eixão, depois o eixinho, faz a tesourinha e sobe o balão.” Entendeu???? Então vem prá cá!!!!

Brasília - Tesourinha
Brasília - Tesourinha

Mas o eixão não é só dos carros, desde 1991 ele fica livre, todo domingo e feriados, das 6h da manhã as 6h da tarde para os pedestres, skatistas, bicicletas, famílias. Nada de carros, só os da Polícia Militar. É um ponto de encontro para quem curte um programa ao ar livre e completamente de graça.

Brasília - Banco Central
Brasília - Passagem subterrânea
Brasília - Eixão
Brasília - Caixa Matriz
Brasília - Eixão

“Arquitetura é antes de mais nada construção,

mas, construção concebida com o propósito primordial

 de ordenar e o espaço para determinada finalidade e

visando a determinada intenção.”

Lucio Costa

No princípio era o ermo…
Eram antigas solidões sem mágoa,
O altiplano, o infinito descampado…

No princípio era o agreste:
O céu azul, a terra vermelho-pungente
E o verde triste do cerrado.

Sinfonia da Alvorada, Vinícius de Morais

Isso foi só um pedacinho do que pode ser encontrado por Brasília, tem muito mais para conhecer…

Palácio do Itamaraty, Templo da Boa Vontade, Teatro Nacional Cláudio Santoro, Catetinho, Museu da Memória Viva, Cine Brasília, Praça dos Cristais, Memorial JK, Parque da Cidade.

Vem conhecer o Quadradinho !!!!